segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Desassoprar

Aos poucos, lentamente, começo a esvaziar-me de ti. Vais-me despreenchendo. Desenchendo. E percebo, finalmente, o tudo que posso fazer com esta divisão ampla e espaçosa que vai ficando.

10 comentários:

cavaleira disse...

Tão fixe a reconstrução !!

mfc disse...

O espaço largo é sedutor.

Irene disse...

uma prova de que os prefixos de negação nem sempre correspondem a ausência!
Excelente!

RC disse...

Cavaleira,

Tão lenta.

RC disse...

mfc,

é arejado.

xi.

RC disse...

Irene,

Mais uma vez, obrigada.

Xi.

A. disse...

Subitamente estou a ouvir Haandel... Mais propriamente o Aleluia!!!

RC disse...

A.,

:)))))

o mesmo de sempre. disse...

isso é bom. muito bom. demoraste quanto tempo?..o que é que tomaste para isso acontecer?

RC disse...

O mesmo de sempre,

Não te poderia responder por aqui. Vou-te enviar um e-mail. :)

Xi.