domingo, 14 de dezembro de 2008

Snooker passional

Ao longo de meses, fomos colocando nas redes, uma a uma, todas as bolas encarnadas-paixão.
Debruçamo-nos na mesa, numa dupla de adversários incautos, em poses que nos remetiam para fortes tacadas, sem nunca recorrermos ao uso de giz (nenhum de nós- achava eu-gostava de algo que escrevesse e facilmente fosse apagado).
As outras bolas de cor foram jogadas, somámos pontos. Acabou o jogo: nenhum saiu vencedor.
A bola branca lá permanece, em cima da mesa forrada a feltro verde-esperança, suspirando por um jogo de desempate final.

10 comentários:

Cantinho dos devaneios disse...

Para voltar a jogar é necessário voltar a colocar todas as bolas em cima da mesa, cada uma no seu lugar...

André disse...

Gosto de snooker pela geometria, como a das palavras. Bater com efeito aqui para que uma outra se mova, ou caia na rede.

Fenix disse...

Humm!
Adoro jogar Snooker!
E após um ou dois jogos, para aquecer, até costumo ganhar sempre!
Mas já se sabe..., "os primeiros são para os pardais"
:-))

Volta ao jogo!
Não deixes arrefecer "as bolas"..., nem o resto... :-)))

Abraço

mfc disse...

Posso jogar?!

RC disse...

Cantinho,

Arrumar o jogo, afinal.

Xi.

RC disse...

André,

Desequilibrar a geometria, portanto.

Xi,

RC disse...

Fenix,

Back but for another kind of game.

Xi.

RC disse...

mfc,

May I invite you?

cavaleira disse...

Até haver um jogo de desempate final, é preciso primeiro dar uma volta ao bilhar grande... think so...

bilhar muito grande...

RC disse...

Cavaleira,

Dar uma volta ao bilhar gigante. Portanto.

Xi.